Radiohead, Patti Smith, Flaming Lips e Steve Albini prestam homenagem ao vocalista do Sparklehorse, Mark Linkous

Radiohead, Patti Smith, Steve Albini e Steven “The Flaming Lips” Drozd estão entre aqueles que prestaram homenagens para Mark Linkous, líder do Sparklehorse que se suicidou no sábado (06 de março). 

Radiohead, Patti Smith, Flaming Lips e Steve Albini prestam homenagem ao vocalista do Sparklehorse, Mark Linkous

Radiohead, Patti Smith, Steve Albini e Steven “The Flaming Lips” Drozd estão entre aqueles que prestaram homenagens para Mark Linkous, líder do Sparklehorse que se suicidou no sábado (06 de março). 

Escrevendo em sua conta no Twitter, Steven Drozd do Flaming Lips escreveu sobre suas lembranças do tempo que passou com o músico. 

"Mark Linkous excursionou com a gente em 2003", escreveu ele"Toda noite eu e ele partilhávamos um momento de tranquilidade com uma dose de uísque e alguns risos. Uma lembrança agradável." 

Albini, que trabalhou brevemente com Linkous, escreveu sobre o cantor: "Eu só trabalhei com Mark um par de semanas, mas ele estava tão aberto, sincero e simples, uma pessoa como eu jamais encontrei", escreveu ele. "Ele era totalmente subterrâneo e entusiasmado com as coisas que ele amava, e deu aos músicos que trabalharam com ele a liberdade para serem criativos e excelentes. Antes de vê-lo no trabalho eu nunca tinha dado muita atenção a sua música, mas durante as sessões, ele me impressionou tremendamente e eu estava realmente ansioso para vê-lo novamente e terminar seu álbum”. 

Ele acrescentou: "Eu não tenho idéia do que levou Mark a esta decisão, e tenho certeza que não há nada para dizer que console alguém sobre sua morte. Eu só queria dizer que achava ele era um cara bom e sua arte era verdadeira". 

Patti Smith, por sua vez, escreveu dizendo que as canções de Linkous eram "escuras como o carvão compactado em diamantes" antes de citar trechos de “Hundreds Of Sparrows ". 

Colin Greenwood, do Radiohead, prestou uma homenagem ontem para Linkous. 
A banda de Oxford teve Sparklehorse como apoio na turnê em 1996, enquanto em 1998 os dois gravaram uma cover de “Wish You Were Here” do Pink Floyd.

Escrevendo no Radiohead.com, o baixista Greenwood destacou a importância da música Linkous.

"Fiquei muito triste ao ouvir a notícia de que Mark Linkous morreu. Ele e sua banda estiveram em turnê com nós, na Europa, no início de 'OK Computer', e eles eram grandes, todas as noites", lembrou.

"Seus dois primeiros discos foram muito importantes para mim, e eu carreguei seus músicas da turnê na minha vida, e a vida dos meus amigos também. Ele falava calmamente, com uma cortesia que eu não conhecia: ele me apresentou a música de Daniel Johnston, e a escrita de Pinckney Benedict. Mark escreveu e tocou uma música bonita, e estamos felizes de tê-lo conhecido. Descanse em paz".
Mark Linkous, líder do Sparklehorse morreu no último sábado,  06 de Março. 

O músico norte-americano, nascido no estado da Virginia há 47 anos, suicidou-se com um tiro no coração, num beco próximo da casa de um amigo, no Tennessee. 

Mark Linkous deixa a mulher, Teresa, os pais e três irmãos. 

"É com grande pesar que partilhamos a notícia de que o nosso querido amigo e membro da nossa família, Mark Linkous, se suicidou hoje", pode ler-se no comunicado da família. "Estamos gratos pelo tempo que passou conosco e iremos guardá-lo para sempre no nosso coração. Que a sua viagem seja pacífica, feliz e livre. Há um céu e uma estrela à tua espera". 

Mark Linkous sofria de problemas de saúde desde 1996, altura em que teria estado "tecnicamente morto" durante dois minutos, após ingerir álcool, Valium e antidepressivos. O acidente afetou a circulação nas suas pernas, razão pela qual teve de submeter-se a sete operações cirúrgicas. 

O momento de maior visibilidade de Mark Linkous aconteceu em 2001 com o álbum “It's A Wonderful Life”, com colaborações de PJ Harvey e Tom Waits. (Via NME/Blitz)
 

Radiohead feat. Sparklehorse - Wish You Were Here


Most Recent