Motomix 2008: Venus Volt, Stop Play Moon e Nancy são destaques nacionais

Motomix 2008: Venus Volt, Stop Play Moon e Nancy são destaques nacionais

 Neste sábado acontecerá a edição do Motomix 2008, serão seis bandas que se apresentarão gratuitamente a partir das 15h. Os destaques nacionais são os grupos Venus Volt, Stop Play Moon e Nancy que dividirão o palco com os canadenses do Metric e os britânicos do Fujiya & Miyagi e The Go!Team. Abaixo você confere duas entrevistas publicadas no blog do festival com as bandas Venus Volt e Nancy: Venus Volt Sábado no Ibirapuera o Motomomix começa a mil, tudo porque, quem abre a festa é a banda Venus Volts. O grupo de Campinas já tem estrada, o aposentado nome Fluid rodou muito por aí. Já foram quatro álbuns, e antes do Radiohead, a banda já lançava Do Not Disturb em formato gratuito e posteriormente no velho disquinho espelhado. Além de participar da trilha sonora do filme Bad Reputation, o quarteto já foi destaque na MTV, Trama Virtual e percorreu festivais pela Bahia, Rio de Janeiro e recentemente no Paraná. A experiência no palco tem tudo pra deixar a banda a vontade e mostrar porque seu disco teve mais de 2.500 downloads em menos de um mês. A seguir, uma conversa com Trinity, vocalista da banda. Vocês já lançaram um álbum de graça na internet, como foi a experiência e vocês pretendem continuar no mesmo caminho? Lançamos o "Do not disturb" completo e a coisa virou um monstro em 30 dias, foi como se tivéssemos vendido duas tiragens em um mês, voando (risos). O mais importante pra banda foram as duas mil pessoas conhecendo o som e por iniciativa própria. Os lançamentos agora vão ser sempre virtuais no começo, porque a internet hoje é ideal, é o caminho mais fácil, mas sempre montaremos o CD físico para quem gostar de ter o encarte no papel, original, coisa de colecionador hoje em dia. De cara a gente percebe a influência anos 90 no som da banda, o que vocês tem escutado ultimamente? Temos bastante 90s e 80s sim como influências nas músicas. Juntamos aqui o que escutamos e ficamos com Muse, Radiohead, Bloc Party, Cut Copy, além dos sons antigos, bandas novas e outras coisas. Como que surgiu a oportunidade de participar da trilha sonora do filme. Vocês produziram a faixa aqui no Brasil? O produtor do longa "Bad Reputation" de LA, Jimmy Hemphil, ouviu a banda cadastrada no site Garage Band e mandou um email pedindo a faixa Mama Hates como trilha. O Pellê autorizou na hora o uso da música, que já estava pronta aqui para o CD com o mesmo nome. Ela toca numas cenas terror-movie e foi bem legal como eles usaram a letra da música pra relacionar com o tema do filme. A Venus Volts promete o show mais enérgico entre as bandas nacionais, qual a expectativa de tocar no mesmo palco que o Metric? Estamos focados e loucos por isso. Quando classificamos pro Motomix já entramos em estúdio para acertar tudo, esquema concentração. Queremos fazer um show elétrico e objetivo, mostrar o som compacto como ele é. Tocar com Metric é lindo, como é a Emily performing, um sonho... Vamos fazer a música "Emily Robot" pra ela lá. Nancy O Motomix 2008 é esse sábado, mas muita coisa aconteceu antes de montarem o palco lá no Ibirapuera. No site do festival, foram mais de 450 bandas inscritas, para ocuparem três vagas no line-up junto com as atrações internacionais Fujiya Miyagi, The Go! Team e Metric. Uma das escolhidas, foi a sexteto de Brasília, Nancy. E não é a primeira vez que eles chamam a atenção entre tantos, o som de atmosfera pesada contrastado a belas melodias, fez o grupo ganhar um convite para o South by Southwest, um dos festivais mais importantes da atualidade. Divididos entre seus trabalhos e a música, Camila Zamith, Praxis, Dreaduardo, Munha, Fernando e Ivan Bicudo, acabam dando um jeitinho virtual pra levarem a banda adiante, sorte nossa. Aí vai um pequeno papo que tivemos com a banda. Vocês trabalham muito virtualmente com a banda, isso influência o som do grupo de alguma maneira? Camila: Trabalhar virtualmente nos ajudou em vários aspectos. Temos que ser muito organizados e disciplinados, por exemplo. Não sei exatamente de que maneira isso influencia o nosso som. Mas acredito que nos faz pensar muito mais no tipo de som que queremos fazer, de maneira mais estruturada. No myspace da banda vocês não colocam o release em português, agora é a hora de pensar no mercado do exterior? Praxis: Preparamos aquele texto porque havíamos sido convidados pra tocar no South by Southwest, no Texas, e os gringos precisavam ter um mínimo de informação sobre a banda. Além disso, temos fãs na Escola Americana de Brasília. Mas é isso aí, dólar lá em baixo, Obama lá em cima, acho que é um bom momento pro Brasil lá fora. Até o Goldman Sachs acha isso. E como foi a experiência de participar do South by Southwest? Praxis: Acabamos não indo por causa da demora em se conseguir o visto apropriado para tocarmos por lá. Tem pena de morte no Texas, você sabe. Então agora, pela primeira vez em um festival internacional. Como vocês estão levando essa responsabilidade? Camila: Acho que encaramos festivais internacionais, nacionais e shows menores da mesma forma: fazemos o máximo possível para sermos uma banda interessante. Praxis: Vamos ter que nos vestir melhor, isso é fato. www.motorolamotomix.com.br