Glastonbury: Arctic Monkeys, lama e recorde de público

Glastonbury: Arctic Monkeys, lama e recorde de público

GLASTONBURY, Inglaterra (Reuters) - Glastonbury, o maior festival mundial de música e artes realizado ao ar livre, começou na sexta-feira com o número recorde de 177.500 pessoas enfrentando a chuva para ouvir os roqueiros ingleses do Arctic Monkeys, a islandesa Bjork e o assombroso som da banda canadense Arcade Fire.

O festival realizado na zona rural do sudoeste da Inglaterra é celebre por suas chuvas torrenciais que provocam banhos na lama escorregadia. Mas Emily Eavis, organizadora do evento, estava otimista e disse à Reuters que a chuva não será um problema tão grande este ano. "O chão está seco, e até agora há pouca lama. Não sei se está seco por causa do vento ou do novo sistema de drenagem", disse Emily, filha de Michael Eavis, de 71 anos, fundador do festival que, nos anos 1970, transformou sua fazenda em um reduto musical hippe.

Entre as demais bandas que se apresentam nesta sexta-feira estão o Kasabian, a aclamada Bloc Party, os grupos americanos Modest Mouse e Bright Eyes, além de Super Furry Animals, Fratellis e Mr Hudson and The Library. Muitos fãs chegaram dois dias antes para conseguir os melhores lugares para montar suas barracas, em locais mais altos e perto dos palcos principais. Eavis disse na entrevista que a logística do festival "não podia estar se saindo melhor" e que há um "ambiente maravilhoso", que ela atribui ao público fiel de Glastonbury "que quer curtir ao máximo, depois de um ano sem festival". Em 2006 não houve festival de Glastonbury porque o terreno em que o festival é realizado precisou de tempo para recuperar-se dos danos sofridos em 2005, quando chuvas torrenciais transformaram os campos num pântano, e centenas de barracas foram carregadas pela enxurrada. (Por Iona Millership)

Site oficial: www.glastonburyfestivals.co.uk