Mercury Rev - The Secret Migration

The Secret Migration refers to that starting somewhere, that change of perspective. My use of lyricism, it's not in a heavy sense. It's not trying to be the second Walt Whitman. It's simply a valuable oral tradition, to try to express that mystery, to try to connect with people who might also be curious about these things." (Jonathan Donahue em entrevista ao The Independent)

Mudança ou permanência são as opções para qualquer banda na iminência de um novo álbum. Achtung Baby (U2) e Kid A (Radiohead), se enquadram na primeira alternativa, Room On Fire (Strokes) e Antics (Interpol), na segunda. A mudança representa o risco, em geral provoca divisão de opiniões, a permanência é mais "segura", porém corre-se o risco da auto-repetição, do mais do mesmo.

"The Secret Migration", sexto álbum dos americanos do Mercury Rev, após um silêncio de quase quatro anos, segue o caminho do meio, ou seja, mudanças dentro do próprio contexto sonoro da banda. Explico: com "Deserter's Songs" eles conseguiram criar seu próprio som, sua "marca registrada", catalisando suas influências, processando e transmitindo sob uma linguagem própria, qualidade inerente às grandes bandas. Com isso, "Deserter's" passou a ser um marco na carreira da banda, espécie de divisor de águas, algo que o "Disintegration" fez pelo The Cure. A partir daí, tudo que vier depois estará ligado a este marco e, mesmo que não esteja, alguém acabará encontrando.

Sim, há algo de "Deserter's Songs" e de "All Is Dream" em "Secret Migration", mas em relação ao primeiro este não só é mais up como aponta para novas direções. Em relação ao segundo, onde as canções são muito parecidas, há uma maior variedade de timbres e efeitos preenchendo cada canção - cortesia da sempre caprichada produção de Dave Fridmann, um dos responsáveis pelo som da banda -, as quais possuem sua própria vibração, diferentes entre si, demonstrando uma maior preocupação da banda na construção dos arranjos, até porque tiveram mais tempo para trabalhar o álbum.

A abertura do álbum é poderosa com a viajante "Secret For A Song", cheia de efeitos atordoantes, melhor percebidos via fones de ouvido. Donahue com sua voz peculiar afirma que vai revelar o segredo para uma canção e termina prometendo dar a alma para uma garota: "I'll give you my soul, baby". "Across Yer Ocean" mantém o nível da primeira e Donahue mais uma vez canta sobre relacionamentos e confiança. Segundo o vocalista, as letras do álbum, que ia se chamar The Quantum Migration, na superfície, tratam do tema garoto-encontra-garota, utilizando de forma recorrente a natureza como metáfora. É sintomático o uso de elementos da natureza em "Secret Migration": oceano, estrelas, chuva, céu, floresta, nuvens, tempestades, estações.

"The Secret Migration" é um álbum belo e intenso. "Vermillion" é, no momento, a que mais gosto, começa pálida e ganha força no refrão: "Oh I know love sounds impossible... but some words are just so hard to say...". Já "In a Funny Vibe", escolhida para ser o primeiro single, remete ao Echo & The Bunnymen de "Ocean Rain", com timbre de guitarra idêntico ao de "My Kingdom", enriquecida com um belo vocal soprano. "Climbing Rose" soa como um convite para abrir as janelas num dia de sol e sentir-se bem por estar vivo.

Não há canções ruins ou fracas e a escolha da ordem das faixas foi muito feliz, começando e terminando sem que se sinta vontade de apertar o forward do controle remoto, desde a abertura até o final sereno com "Down Poured The Heavens". É um disco que vai conquistando aos poucos, e a cada audição revela um novo detalhe uma nova faceta, por isso não vai agradar ao mais afoitos.

Se olhado isoladamente, "The Secret Migration" é um disco impecável. Porém dentro da discografia do MR, "perde pontos" devido aos antecessores, fato que de forma alguma tira o seu brilho. Feitas as contas, nota 9.

Conclusão: o ano mal começou e já temos um forte candidato a melhor de 2005.

Faixas:

1. Secret For A Song
2. Across Your Ocean
3. Diamonds
4. Black Forest (Lorelei)
5. Vermillion
6. In The Wilderness
7. In A Funny Way
8. My Love
9. Moving On
10. The Climbing Rose
11. Arise
12. First-Time Mother's Love (Flying)
13. Down Poured The Heavens