Morre Tony Wilson, produtor e fundador da Factory Records

O produtor e fundador da gravadora Factory Records Tony Wilson morreu na última sexta-feira (10), aos 57 anos, na Inglaterra, vítima de um ataque cardíaco causado por complicações de um câncer nos rins, segundo informa o site New Musical Express.

Morre Tony Wilson, produtor e fundador da Factory Records

O produtor e fundador da gravadora Factory Records Tony Wilson morreu na última sexta-feira (10), aos 57 anos, na Inglaterra, vítima de um ataque cardíaco causado por complicações de um câncer nos rins, segundo informa o site New Musical Express.

Wilson era conhecido por ter promovido bandas como Joy Division e New Order e ter atuado como figura central na divulgação da música pop de Manchester, onde viveu. Recentemente o produtor foi diagnosticado com câncer e lutava na justiça para que o governo de Manchester pagasse seu tratamento com o medicamento "Sutent", que custaria cerca de 3.500 libras (quase R$ 14 mil) por mês, de acordo com a rede BBC.

O Happy Mondays e diversas outras bandas chegaram a criar um fundo para ajudar a pagar pelo tratamento de Wilson.

O produtor esteve em abril no festival de Coachella, nos EUA, apresentando o show do Happy Mondays, já com a saúde fragilizada e andando com auxílio de uma bengala. Nascido em 20 de fevereiro de 1950, Wilson foi jornalista, apresentador de rádio e TV, fundador da gravadora Factory Records e da casa de shows Haçienda, em Manchester, e teve participação importante no cenário musical da Inglaterra dos anos 80 e 90, ao lançar bandas como Joy Division, New Order e Happy Mondays.

O Haçienda foi um dos clubes mais conhecidos do mundo e representava a própria cena musical de Manchester. Em seu palco se aprentaram grupos locais como Oasis, Stone Roses, Smiths e as bandas da Factory, como o New Order. O local tinha seu próprio número dentro do catálogo da gravadora de Wilson, Fac 51. O clube fechou em 1997 e foi demolido em 2002.

A vida do produtor foi retratada no filme "A Festa Nunca Termina" ("24 Hour Party People"), de 2002, com o comediante Steve Coogan interpretando Wilson. (UOL Música)