The Creators Project reúne 10 mil pessoas em São Paulo; Emicida foi um dos destaques

The Creators Project reúne 10 mil pessoas em São Paulo; Emicida foi um dos destaques

Em três dias de evento, 29, 30 e 31 de julho, The Creators Project, iniciativa global de cultura e tecnologia da Intel e da Vice, recebeu cerca de 10 mil pessoas no Pavilhão da Bienal no Parque do Ibirapuera. 

Desde o primeiro momento, os espectadores puderam conferir instalações relevantes de artistas nacionais e internacionais, incluindo trabalhos originais multimídia produzidos pelo The Studio, braço do The Creators Project. Estiveram expostas obras como a instalação “Life on Mars Revisited”, de Mick Rock, Barney Clay e David Bowie, e “Room with a view” do coletivo United Visual Artists (UVA). Obras de Quayola, Bijari, Muti Randolph, Leonardo Crescenti e Rejane Cantoni também puderam ser vistas.
 
Um dos pontos altos foi o lançamento de “DooZicaBraba e a Revolução Silenciosa”, novo disco do rapper Emicida que é uma realização do The Studio. No show, o MC contou, entre outros, com a participação de Rael da Rima e K-salaam & Beatnick, dupla nova-iorquina que produziu o disco do artista brasileiro. “De onde cê vem”, “Vacilão” e “Viva” foram algumas das músicas do show.
 
Programada para a noite de sexta-feira, a apresentação da dupla Tom Vek & Saam Farahmand foi transferida para o domingo em decorrência de um atraso em sua conexão área ainda em solo norte-americano. Se apresentaram também Pedro Dubstrong, Database em apresentação live, Chairlift, Zegon e K-salaam & Beatnick em DJ set. Painéis, filmes e workshops completaram a programação.

Emicida - The Creators Project - De Onde Cê Vem

Emicida - The Creators Project - Vacilão