"Fui violentado aos 12 anos" diz líder do Stone Temple Pilots

Scott Weiland, líder do Stone Temple Pilots e do Velvet Revolver, afirma na sua autobiografia que foi violentado aos 12 anos. 

Segundo o site da Metal Hammer, o vocalista escreve, no livro "Not Dead And Not For Sale", que o autor da agressão foi "um tipo grande e musculoso, mais velho, que ia sempre comigo no ônibus para a escola. Convidou-me para ir na sua casa. Fui violentado. Foi rápido, não foi agradável. Tive muito medo de contar a alguém. Ele me avisou: 'Se contar a alguém nunca mais vai ter amigos na escola. Vou destruir sua reputação'". 
 
Scott Weiland explicou ainda que reprimiu esta recordação até que, há alguns anos, as memórias voltaram a atormentá-lo, quando estava numa clínica de desintoxicação fazendo terapia. 
 
Na sua autobiografia Scott Weiland aborda ainda os problemas com a heroína e a amizade com Courtney Love, diz o site da Metal Hammer, segundo o qual o vocalista estará trabalhando em um disco solo e, ao mesmo tempo, num novo álbum com o Stone Temple Pilots. (Blitz)

Stone Temple Pilots - Sour Girl (Video)